GIF animado > difundido pelo Instituto Tomie Ohtake como chamada aberta, 2017





                Fwd: Desculpe pela demora é um projeto que buscou retomar trocas de e-mails interrompidas. Por meio de uma convocatória pública, recebi dezenas de mensagens — com dias, meses e até anos de atraso — cobrando respostas que nunca vieram ou se desculpando pelo próprio atraso. Ao longo de um mês atuei como um mediador entre remetentes e destinatários, promovendo uma espécie de anistia temporária para e-mails atrasados.   

                Atualmente, estima-se que 145 bilhões de e-mails sejam enviados diariamente em todo o mundo e que mais de 11 horas semanais sejam gastas por seus usuários para ler e responder essas mensagens. Mas essa escalada promovida pela tecnologia apenas nos faz recordar de uma verdade antiga: como qualquer tipo de transação econômica, também a comunicação se configura como uma dívida. E um círculo vicioso, pois é ao mesmo tempo necessária e impagável.

                É o que diz o escritor argentino Ricardo Piglia em seu romance Respiração Artificial, de 1980: "Não é o caso de confundir a correspondência com uma dívida bancária, embora de fato haja alguma ligação entre as duas: as cartas são como letras que se recebem e se devem. Sempre se fica com um pouco de remorso em relação a um amigo a quem se deve uma carta, e nem sempre a alegria de recebê-las compensa a obrigação de respondê-las".







Vistas da instalação no Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, 2017
> vinil adesivo e e-mails impressos em papel offset colorido (690 x 230 cm)







Vistas da instalação na Galeria Slyzmud, Buenos Aires, 2017
> vinil adesivo e recorte vinílico sobre vidro (110 x 150 cm)





  créditos
registros fotográficos Ricardo Miyada