Publicação independente com a participação de Daniel Jablonski, Lucas Cureau, Delia Rogobete, Pedro França & Ismar Tirelli Neto, 2014
Livro > 500 exemplares numerados, 101 pgs. (18,5 x 14,5 cm)





                O Boletim da juventude é a transcrição de uma longa conversa entre amigos que atravessa uma madrugada de dezembro de 2009, e cujas diretrizes, mais ou menos vagas, eram: fazer um apanhado do presente e planos para o futuro.

                Seis anos mais tarde, quando finalmente é publicado o livro, nenhum desses planos se cumpriu. No entanto, longe da ideia de um necessário fracasso, lê-se no prefácio a ideia de que a juventude consistiria precisamente "no descompasso entre as promessas e as realizações. Que há, em suma, uma virtude própria na leviandade dos planos que nunca se cumprem e, por que não?, até mesmo uma beleza inesperada em toda essa ingenuidade travestida de arrogância". Uma cápsula do tempo da juventude de um grupo de pessoas que seguiu com sua produção em distintas direções.

                Quase dez anos depois desse primeiro encontro, a dinâmica registrada no livro foi atualizada mais uma vez por meio de um dispositivo teatral: cinco atores, profissionais e amadores, assumiram os papéis daqueles amigos em uma leitura cênica.

                Conduzidos pelo dramaturgo Gustavo Colombini, os leitores convidados Leonardo Araujo, Flora Leite, Barbara Mastrobuono, Vinicius Pires e André Felipe passaram juntos o texto pela primeira vez, preparando-se para uma peça de teatro que tampouco viria a concretizar-se. A ação aconteceu no escritório do Ateliê 397, em São Paulo, em um espaço marcado pela presença da planta baixa, apresentada em escala real, do local onde se deu a conversa original, um diminuto ateliê de artista de 37m2 no Rio de Janeiro.








O lançamento do livro aconteceu na Casa Tomada, São Paulo, em 21 de março de 2015, e contou com a participação de outros amigos – novos e velhos – que leram sucessivamente trechos de livros por eles escolhidos: prosa, verso, teoria, de punho próprio ou de terceiro, sem limite de tamanho ou de procedência, contanto que veiculasse alguma outra ideia da juventude.

Leituras > por Amilcar Packer, Ana Maria Maia, Bruno Nadkarni, Daniel Jablonski, Fabio Zuker, Flora Leite, Flora Rebollo, Isabella Rjeille, Ismar Tirelli Neto, Júlia Demeter, Mariana Serri & Pedro França







Em colaboração com Gustavo Colombini, 2018
Leitura cênica > com dramaturgo e cinco atores convidados (aproximadamente 3 horas de duração)
Intervenção > demarcação em tinta sobre o piso do Ateliê 397, São Paulo, da planta baixa de um apartamento de 37m2 em escala real





+ Textos críticos > O boletim da juventude – relato de uma observação por Livia Lima





  créditos
registros fotográficos livro Douglas Garcia
registros fotográficos performance Pedro Victor Brandão